Entrevista com a Zaida Tapiê

Entrevista realizada com a ortoptista Zaida Tapiê Nogueira, grande homenageada no IV Congresso Brasileiro de Ortóptica, realizado em São Paulo, nos dias 15, 16 e 17/11/07.

“Só se dedica tantos anos à uma profissão quem realmente ama o que faz”

Obrigada Zaida Tapiê Nogueira!!!

Por: Andréa Pulchinelli Ferrari

1. Como a senhora chegou até a Ortóptica?
Eu trabalhava como enfermeira no Foundation Hospital em New Orleans, EUA, e conheci um médico oftalmologista brasileiro, o Dr.Joaquim Marinho de Queiroz. Foi ele que me entusiasmou a fazer Ortóptica, dizendo ser uma profissão nova muito interessante.

2. Qual formação da sra.? Quais foram os grandes mestres que a sra. teve?
Voltando para São Paulo, fiz o curso de Ortóptica no serviço do Prof.Moacyr Álvaro, fundador do curso no Brasil. O médico dessa equipe que mais se ocupou do curso foi o Dr.Rubens Belfort Mattos, que muito nos ajudou. As ortoptistas eram Lygia Alves Lima e Cacilda Gallo, formadas pelo primeiro curso dado no Brasil. Além de excelentes técnicas, elas ajudaram muito a Ortóptica entre nós e foram as fundadoras da Sociedade Paulista de Ortóptica, depois Associação Brasileira de Ortóptica e hoje Conselho Brasileiro de Ortóptica. Terminado o curso aqui consegui uma bolsa de estudos nos EUA e fui para Iowa City. O curso era dado pelo serviço do Prof. Herman Burian. Foi um excelente curso e recebemos instruções de vários especialistas americanos. Logo que cheguei ao Brasil envolvi-me com o curso de Ortóptica. Continuava como sempre foi aqui em São Paulo, pelo grupo do Prof. Moacyr Álvaro na Escola Paulista de Medicina (atual Unifesp). Na época, serviço do Prof.Renato de Toledo e o médico que orientava a Ortóptica era o Dr. José Belmiro de Castro Moreira. Nessa altura outros serviços de oftalmologia contribuíam com aulas e estágios para os cursos de Ortóptica. No Hospital das Clínicas, serviço do Prof.Cyro de Barros Rezende, o médico encarregado era o Dr. Jorge Alberto Fonseca Caldeira. Na Santa Casa de Misericórdia, serviço do Prof.Benedito de Paula Santos Filho, o orientador era o Dr.Durval Prado e o próprio Dr.Paula Santos cuja filha Maria Lucia de Paula Santos é ortoptista. Dei algumas aulas no serviço do Prof.Hilton Rocha em Belo Horizonte, Minas Gerais e do Prof. Clovis Paiva em Recife, Pernambuco.

3. A sra. ensinou muita gente em todos estes anos?E os grandes mestres que estagiou durante os meses que estudou na Europa?
Durante nove anos fui responsável pela parte de Ortóptica dos cursos dados pelo serviço do Prof.Renato de Toledo na Escola Paulista de Medicina, na parte da manhã. A tarde trabalhei no consultório do Prof.Paula Santos e recebia estagiárias, aliás a maioria das técnicas trabalhando em consultórios particulares também recebiam estagiárias. Depois comecei a trabalhar às tardes, no consultório do Dr.Jorge Alberto Fonseca Caldeira com estagiárias. Trabalho com o Prof.Caldeira há 41 anos a quem agradeço por toda ajuda e atenção que me tem dispensado por todos esses anos e principalmente por me permitir trabalhar com ele até hoje. Depois do meu trabalho na Escola Paulista de Medicina, serviço do Prof.Renato de Toledo, tirei umas férias e passei 10 meses na Europa estagiando em vários serviços de oftalmologia. Em Londres, Inglaterra no Moorfields Eye Hospital; na Espanha, Barcelona, com os professores Dr.Alfonso Castanera Pueyo e Dr.Alfredo Arruga; na França, em Nancy, com o Prof.Ch.Thomas; em Roma com o Prof.Bietti; em Gissen, Alemanha, com o Prof. Cüppers. Voltando ao Brasil continuei com meu trabalho como já disse anteriormente.

4. O que ainda a fascina na profissão?
Fui sempre fascinada de maneira impressionante pela Ortóptica!! Eu me comovo quando falo sobre Ortóptica! A parte que mais me interessa é a sensorial, a acuidade visual e etc. De maneira geral gosto de tudo que se refere à Ortóptica. Gosto do que faço.

5. E as crianças? Nossos clientes são crianças, a sra. gosta deste público?
Gosto muito de trabalhar com criança, dou à ela a atenção que merece. Antigamente, quando havia alguma instrução a dar no que se refere ao tratamento, eu falava com a mãe; hoje eu falo com a criança, desde que ela esteja em condições de me entender. As crianças de hoje são muito independentes, querem fazer só o que gostam e entendem; então se não for dada uma explicação não vão fazer o que é preciso. Eu explico o quê e porquê deve ser feito, principalmente a oclusão, que é tão desagradável; procuro buscar o interesse da criança.

6. Como a sra. vê as mudanças que aconteceram no decorrer dos anos nesta profissão, no curso da EPM, atual Unifesp?
Acho muito interessante se a Ortóptica não for posta de lado. Se o curso continuar graduando ortoptistas. Sendo assim acho muito bom. Tudo quanto se aprende é bom!

7. O que a sra. tem a dizer para as gerações que estão apostando nesta carreira? E para quem já está no mesmo barco que a sra.?
Diria que, pelo menos para mim, a Ortóptica é uma atividade muito importante!! Lamento que hoje em dia os oftalmologistas estejam usando pouco a Ortóptica: já não se falando nos estrábicos, considerando o desconforto da visão binocular como na Insuficiência de Convergência. Veja bem, hoje em dia médicos de outras áreas da medicina mandam fazer exercícios físicos para manter a boa forma da vida… e por que não os músculos extrínsicos oculares?! Hoje em dia, no uso abusivo do computador a pessoa fica 5, 6 horas com os olhos na mesma posição e para isso precisa ter uma boa amplitude de convergência ou não terá visão confortável. Outro aspecto, pessoas de idade vão deixando de ler, fazer trabalhos manuais e outras atividades relacionadas à visão porque sentem desconforto, então o tratamento ortóptico seria importante.

8. Poderemos contar com a presença da sra. no IV COBO que terá as comemorações referentes aos 60 anos da Ortóptica no Brasil?
Sim, estarei lá!

9. O que a sra. tem a dizer sobre a Pleótica?
Fiz Pleótica durante alguns anos, depois deixei; hoje não poderia opinar, mas acho que o assunto deve ser revisto.

10. O que tem a dizer para finalizar a entrevista?
Agradeço a entrevista e espero que a Ortóptica volte a ter maior visibilidade e ocupe o lugar que realmente merece!